Salário médio no Porto só dá para casa de 74 m2. Em Lisboa é ainda pior

Um casal que ganhe o salário médio só consegue comprar uma casa com 74 metros quadrados no Porto.

Se for em Lisboa, a habitação terá de ser mais pequena, apenas com 52 metros quadrados, de acordo com dados do ComparaJá.pt solicitados pelo JN/Dinheiro Vivo.

A ideia era perceber “quanta casa” se consegue comprar com o salário médio, isto é, qual o valor máximo de crédito habitação que se consegue obter e, com esse dinheiro, qual é a dimensão de casa que é possível adquirir. À vista salta a disparidade salarial entre concelhos, mas, feitas as contas, é nos sítios onde se ganha menos que se consegue comprar uma casa maior.

“Face aos dados recolhidos, pode afirmar-se que, pelas assimetrias que se fazem sentir atualmente no país, optar por viver e trabalhar num município contíguo, fugindo dos principais centros urbanos, pode significar menos uma década de trabalho para adquirir uma habitação de maiores dimensões”, aponta José Figueiredo, CEO da ComparaJá.pt.

Para a análise, foi tido em conta um valor de financiamento de 80% do valor de aquisição e uma TAEG de 2,9%, considerando os restantes 20% como a poupança prévia necessária para fazer face ao valor da entrada inicial. Para o cálculo do salário médio líquido, o comparador recorreu à Pordata (dados de 2016) e à calculadora da consultora PwC para atualizar os valores com a taxa de evolução em Portugal (dados do Instituto Nacional de Estatística entre 2016 e 2018). Por fim, recorreu-se aos portais Casa Sapo, Idealista e Imovirtual para calcular a média ponderada do preço do metro quadrado para imóveis T2 e T3.

Em Lisboa, onde estão os preços mais altos do país, um casal com um rendimento mensal conjunto de 2016 euros consegue comprar uma casa de 52 metros. Mas, para isso, terá de ter poupado quase 48 mil euros para a entrada para obter um financiamento máximo de cerca de 191 mil euros a 40 anos.

No Norte, o valor do metro quadrado cai quase para metade e, regra geral, as casas são maiores. No Porto, um trabalhador ganha, em média, 848 euros por mês. Com este rendimento, os casais que pretendam comprar casa conseguem obter um empréstimo máximo de cerca de 160 mil euros a 40 anos e adquirir um imóvel de 74 metros quadrados.

Casa maior em Paços de Ferreira

Se quiserem uma casa maior, o destino ideal é Paços de Ferreira. É na “capital do móvel” que se consegue comprar uma casa maior (169 metros quadrados) com um salário mensal líquido de cada elemento de 508 euros. Com um empréstimo a liquidar ao final de quatro décadas, o casal precisa de ter cerca de 24 mil euros de entrada.

Marco de Canaveses, Paredes, Trofa e Amarante são também concelhos onde se consegue viver “mais à larga”. Em Lousada, ganha-se 488 euros. A pouco mais de 40 quilómetros do Porto, é o concelho com o salário médio mais baixo. Mas, aqui é possível obter um empréstimo de 92 mil euros e comprar uma casa com 151 metros.

Fonte: “Jornal de noticias”

Leave a Reply

Your email address will not be published.